Tag: amizade

Lá e de volta outra vez….


Olá meu povo!!
Depois de tantos anos sem postar nada eis-me aqui !!
Novidades eu não tenho muitas…
Continuo ignorante em relação a politica – mas não tão burra a ponto de achar que é tudo culpa da Dilma-
Ainda sou bruxa – apesar de ainda não ter achado uma varinha e um grimório ideal-
Ainda me preocupo com a intolerância religiosa que anda crescendo no Brasil e no mundo-vide google-
Ainda gosto de requeijão com geléia de amora – apesar de estar de regime-
As novidades?
Bem, agora sou Dukaniana, estou fazendo um regime que me fez eliminar 18kl
olhái..
Dukan

E também voltei pra dança do ventre e agora também para o Pole Dance! Uhhhuullll!!!

ventre

Meu cabelo cresceu e tá lindo!

cabelo

Tenho novas paixões ..

colecionismo

E tô muito feliz por ter conhecido uma galera muuito bacana nos encontros de “bunekinhus”

galera
olha eu ali no fundo!! 😛
É isso!! 🙂

Anúncios

Sobre decepções, desapego, crescimento e afins…

A um tempinho atrás descobri através de uma amiga (e da numerologia Kármica) que a minha missão de vida é 6, ou seja, tenho que aprender a me relacionar melhor com as pessoas.
Percebo que umas das coisas que mais me atrapalha é o apego que tenho aos relacionamentos. Vivo um círculo vicioso, se ele acaba, dói, se dói eu não deixo mais ninguém entrar a minha vida, se eu não deixo, sofro de solidão e acabo lembrando do que vivi no passado. E dói mais.
Não estou falando só de relacionamento de homem-mulher (não nomeio isso de amor ou namoro porque nunca tive a sorte de conhecê-lo verdadeiramente nesse sentido), mas falo também de amizade.
Esses dias aconteceram algumas coisas que me iluminaram um pouquinho e me fez perceber que o desapego é o melhor remédio para as minhas dores. Falando assim parece muito fácil, mas eu particularmente tenho uma dificuldade enorme de “deixar ir”. O cultivo do passado é uma faca de dois gumes, estou aprendendo (nos meus momentos de reflexões e loucura) que se deve ter certa maturidade para isso pois se não tiver, isso pode se tornar um veneno que vai te consumir aos poucos.
Já tive vários motivos para não acreditar na sinceridade de pessoas da minha vida, declaração de amor e depois descobrir que era casado, confusão de sentimentos numa amizade linda que, na falta de maturidade de ambas as partes, cada um foi pro seu lado sem nenhum adeus, declarações em blogs e hoje mau fala comigo, amiga íntima e hoje nem me dá atenção quando mando mensagem….
O que percebi é que muitas vezes te usam num momento de conveniência e quando aquele momento passa (ou quando você não serve mais) você sai da vida dessa pessoa. Não sei se essa conclusão está correta, porque tenho pessoas na minha vida que realmente vale a pena investir.
O que prefiro pensar é que cada pessoa é um mestre, te ensina alguma coisa que você vai levar para o resto da vida e se você for um bom aluno, quando esta pessoa sair, não vai deixar a sensação de abandono te dominar. Simplesmente vai perceber que essa pessoa saiu da sua vida, ela realmente não serve mais para você, pois ela partiu para outro aprendizado de sua jornada e você também.
Espero ter sucesso nessa tal missão número 6! Conseguir aprender a viver melhor com as pessoas. Ser uma pessoa melhor sempre evoluir meu espírito para que eu possa ser alguém que valha a pena estar do lado.
Espero sinceramente que todas as pessoas que passaram por mim, cresçam como eu estou crescendo, mesmo que estejam vivendo um momento de mentiras, ou patético, ou de apatia, ou de plenitude. Todo momento é certo para viver.

Sobre Relacionamentos, estratégia e camaradagi…


Ontem eu saí pra beber caszamiga do trabalho (Yes! Eu me dou ao direito de encher a cara no meio da semana!!Tô pangããããno!!!).
E ontem rolou uma DR entre nós, filosofamos, ocorreram agradecimentos,Tammy-San não achava que eu iria em seu casamento e gostou muito pelo fato de eu ter ido demonstrando consideração e carinho por ela, declarações de amor mútuo (caipirinha demais é foda!) e ontem o ponto principal da conversa foi sobre, saber compreender as pessoas. Saber conhecê-las. E também de mudanças.
O fato é que quando entrei na empresa eu simplesmente conquistei a antipatia de todo mundo e comecei a me sentir deslocada.
Parei pra pensar um dia e percebi que talvez o problema pudesse ser eu mesma, a forma de lidar com as pessoas e como me expressar.
Sempre fui muito direta e clara com as pessoas e isso muitas vezes atrapalha no relacionamento. Quem me conhece sabe o quanto sou difícil.
Então, eu resolvi mudar, não exatamente mudar (continuo sendo bocuda demais ), mas mudei minha estratégia, a forma de lidar com as pessoas e de ver a vida.
Ontem percebi o quanto ganhei com isso.
E sempre, sempre irei exaltar e agradecer o quão maravilhosas as pessoas que eu conheço são e o quanto tenho sorte por elas estarem na minha vida!

Verdades…

Estive pensando em como fases de nossa vida são loucas confusas e interessantes.
Estou vivendo uma fase de descobertas, de amores, aceitação, ouvir…
Como é bom ouvir né?
Hoje no trabalho fui repreendida por “Ser sincera demais”, ouvi com carinho e com cautela… Sei que sou uma pessoa difícil, muitas vezes tenho um gênio intragável, insuportável e muito irritante, principalmente quando estou com fome ou quando meu pé está doendo com aqueles malditos lindos sapatos que me apertam…
Me disseram que às vezes nem sempre a verdade nua e crua é para todos, que não necessito de comprar uma briga que não é minha somente por ter uma opinião… que verdade mesmo a gente só ouve de mãe…
Isso me levou a pensar que em alguns momentos ainda temos aqueles lapsos de adolescente, que sempre tem a necessidade de se afirmar, de se colocar no mundo com uma opinião sobre um determinado assunto… O que mais seria essa necessidade de propagar uma opinião?
Ego? Necessidade de ser aceito? Medo de ser julgado? Vontade de aparecer?
Parei pra pensar em que eu me encaixo… Podem ser todas essas opções e nenhuma delas…
O fato é que parei pra pensar em algumas atitudes minhas no geral. Alguns momentos podres onde o ego e a arrogância falam bem alto… Onde muitas vezes querendo ganhar eu perco… essa conversa desencadeou outros pensamentos a respeito de mim mesma… Descobri coisas boas e coisas que preciso melhorar… Me despertou também uma alegria imensa, pois estou percebendo a mudança em mim mesma… Pois estou disposta a ouvir…
Eu adoro esses momentos de aprendizado!!!
Muito obrigada por ter sido sincera comigo de uma forma delicada e direta.


Vestidos, Barbies e muita felicidade…

Se divertir, viver a vida e olhar s coisa de uma forma mais amena e ao mesmo tempo intensa.
Esta semana me dei conta do quanto estou feliz e vivendo as coisas de uma forma deliciosamente completa.
Eu estou me sentindo a pessoa mais importante do mundo.
Fui escolhida pra ser a 1ª madrinha do casamento da minha melhor e mais antiga amiga. Nos conhecemos desde os cinco anos de idade tenho acompanhado sua vida desde então…
Fico pensando o quanto sou privilegiada!!!
Quantas pessoas no mundo tem um amigo desde os 5 anos de idade?!?!?
Só sinto uma pena de não termos passado nossa adolescência completa juntas, mas acredito que no final, aconteceu o que foi necessário para crescermos e sermos o que somos hoje.
Então… ela tirou a sorte grande, encontrou um dos poucos homens descentes que ainda restam no planeta que a ama a respeita e é uma ótima pessoa… e aí deu no que deu….
Não fico empolgada desde quando tinha uns 7 anos no natal e esperava um presente que o papai noel (aham…senta lá Vanessa….) ou emocionada quando ganhei de dia das crianças uma Barbie-fada toda roxa no ano passado (annnnnnnnn…Sim pessoas!!! Com 28 anos de idade eu ganhei uma Barbie de dia das crianças e nããããão tenho vergonha disso!Mamiiiiii!!Te adoro!)
O fato é que estou feliz, empolgada e ansiosa…. quero ser a 1ª madrinha mais Fashion-Blaster Chic da história… Minha amiga merece isso!!!!!
No mais, eu tenho aproveitado a vida de uma maneira muito gostosa… e pela 1ª vez em muito tempo não sinto um pedaço faltando…

Im hapyyyyyyyyyyyy!!!