Mês: julho 2011

Zouk, Prazer, Aprendizado e Sexo(????)…

Estou aqui ouvindo Zouk…às 21:27hs de um domingo frio…
Não é nenhuma novidade isso! Eu ouço esse tipo de música a semana inteira. O Zouk é um tipo de música tem uma coisa… algo que mexe comigo de uma forma estranha!
Bom…ontem eu fui dançar zouk e fiquei chateada.
O comportamento das pessoas “zoukeiras” me incomoda um pouco. Ontem eu simplesmente não dancei!
Eu fui com um amigo mas ele e a prima foram embora mais cedo e eu fiquei ali, olhando as pessoas dançando maravilhosamente. E fiquei só olhando…
Fiquei chateada com isso, porque, não é de agora que venho percebendo, as pessoas que dançam zouk são absolutamente elitistas!
Existem algumas opções do talvez, do porque eu não dancei ontem…
1º se não te conhecem, não te chamam pra dançar;
2º só chamam pra dançar uma garota que ele esteja a fim de pegar ou que seja muito gostosa (afirmo que é muito constrangedor perceber isso num público de faixa etária 25>)
3º Tenho cara de poucos amigos ou de muito nojenta
4º tinha feijão no meu dente e toda vez que eu sorria espantava os bofes…
5º não sei!!!!
Agora, depois de muito ir em baladas zouk comecei a fazer aulas numa academia conceituada em dança de salão e hoje o professor falou um coisa hoje que me deu o que pensar.
Ele estava falando sobre a condução de mulher, de ela saber o que fazer e não deixar que o parceiro tenha que fazer tudo e que fique fazendo esforço o tempo todo para conduzi-la, disse algo que foi mais ou menos assim
“você não podem ser egoístas, a dança é um prazer, e se você está sentindo prazer, se seu parceiro está proporcionando pra você, porque não proporcionar o mesmo prazer pra ele??”

Profundo isso né?? Algo quase sexual…
Aí eu fiquei pensando… será que por conta disso, existe esse elitismo todo na balada de Zouk??
Eu nunca chamei um rapaz pra dançar, não sei se por timidez ou orgulho, e isso prejudica bastante.
Sempre fui em muitas baladas e já vi de tudo, gente dançado só por prazer, gente dançado pra seduzir, gente dançando pra pegar aquela gatinha ou aquele gatinho… não sei também se é porque o Zouk é uma das coisas mais técnicas e sedutoras que já vi, algo que trabalha a sensualidade, a parceria, o conhecer bem o parceiro para que a dançar possa acontecer de forma bonita, mas não vejo camaradagem nesse meio. Não vejo um rapaz que dança muito bem, tirar uma menina que está começando e não sabe muita coisa (tipo…eu XD) como aprenderemos???
Não gostei!

Anúncios

Sobre Relacionamentos, estratégia e camaradagi…


Ontem eu saí pra beber caszamiga do trabalho (Yes! Eu me dou ao direito de encher a cara no meio da semana!!Tô pangããããno!!!).
E ontem rolou uma DR entre nós, filosofamos, ocorreram agradecimentos,Tammy-San não achava que eu iria em seu casamento e gostou muito pelo fato de eu ter ido demonstrando consideração e carinho por ela, declarações de amor mútuo (caipirinha demais é foda!) e ontem o ponto principal da conversa foi sobre, saber compreender as pessoas. Saber conhecê-las. E também de mudanças.
O fato é que quando entrei na empresa eu simplesmente conquistei a antipatia de todo mundo e comecei a me sentir deslocada.
Parei pra pensar um dia e percebi que talvez o problema pudesse ser eu mesma, a forma de lidar com as pessoas e como me expressar.
Sempre fui muito direta e clara com as pessoas e isso muitas vezes atrapalha no relacionamento. Quem me conhece sabe o quanto sou difícil.
Então, eu resolvi mudar, não exatamente mudar (continuo sendo bocuda demais ), mas mudei minha estratégia, a forma de lidar com as pessoas e de ver a vida.
Ontem percebi o quanto ganhei com isso.
E sempre, sempre irei exaltar e agradecer o quão maravilhosas as pessoas que eu conheço são e o quanto tenho sorte por elas estarem na minha vida!

Esperança….

Esses dias tenho ouvido muitas músicas diferentes, tenho baixado muita coisa nova e uma coisa eu tenho percebido.
A música, quando o artista coloca a alma, e canta com o coração, ela passa a energia para quem a ouve e isso se torna muito marcante.
Eu tenho uma coisa meio louca com musica, consigo sentir a vibração, a energia que ela quer passar. Consigo entender a fundo o que ela quer dizer.
Quando ela é triste, quando ela é alegre e fala de amor…
Como havia colocado em meu post sobre a minha segunda apresentação. Mesmo em árabe, aquela música conseguiu chamar minha atenção porque ela dizia exatamente o que eu estava sentindo. A música fala sobre a falta que uma pessoa faz vida de outra, e mesmo com a distância, o coração não esquece o amado.
Esses dias tenho ouvido muito uma música que na verdade é o meu maior desejo. Algo que ainda não se concretizou mas acredito que talvez, apenas talvez, um dia eu possa cantar para alguém…