Mês: março 2011

Apresentações, borracharia, fases e aceitação…

Eu que estava reclamando que o meu começo de ano estava “morno” sem grandes acontecimentos, agora não tenho motivo para reclamar.
Madrinha principal de casamento da melhor amiga, curso de dança, vestido novo, novos sapatos (liiiiindosssss), novas experiências espirituais, apresentação de dança do ventre, daqui a pouco um novo curso novo para melhorar meus horizontes profissionais… Ufa!!!!
Estou percebendo que ultimamente estou vivendo uma das melhores fases da minha vida!!
E eu estou muito empolgada para esta apresentação de dança. Este semana na aula colocamos a roupa para ver como ficamos dançando e ficou muito bonito!
O mais legal é o seguinte, eu entrei neste curso por um motivo simples… Eu queria me conectar mais com a Deusa…com o sagrado feminino, eu naõ sabia se estava no caminho certo mas agora entendi.
Explico porque.
Estou gorda! Mais do que eu gostaria de admitir, e vestindo aquela roupa com a minha tenra pancita de fora essa verdade foi muito mais gritante.
O que eu achei mais interessante foi a minha atitude e sentimentos em relação a isso.
Na minha turma tem gordinhas, tem magrelas, gostosonas e meninas normais…
Comecei a querer ficar em depressão mas algo em mim, mais forte do que qualquer outro sentimento negativo me impediu e me disse várias coisas…
Então percebi uma coisa… estou gorda mas sou linda, então eu decidi que eu vou subir naquele palco, sem neuras mostrar o que há de melhor e mais bonito em mim e vou arrasar!
De que adianta tentar achar sua Deusa interior se você mesma não se abençoa independente de sua condição??? Não tem sentido nenhum!!!!!
Por isso decidi ser linda em vez de neurótica e auto-destrutiva…

I lov-me!!!!!! Rsrsrsrsrsrsrsrs

 


Anúncios

Perdão, hipocrisia etc e tal….

Perdão
(origem controversa)
s. m.
1. Remissão de culpa, dívida ou pena. = DESCULPA
2. Absolvição, indulto.
3. Benevolência, indulgência.
interj.
4. Fórmula que exprime um pedido de desculpas.

Fonte: http://www.priberam.pt/dlpo/default.aspx?pal=perd%C3%A3o

Estive filosofando esses dias com algumas amigas sobre isso.
Será que realmente o perdão existe entre as pessoas???
Eu fico imaginando que pouquíssimas pessoas no mundo tiveram essa capacidade e não conheci nenhuma delas.
Pessoas ordinárias como eu ou como você, não temos essa capacidade.
Digo isso porque vejo a atitude das pessoas, e sua capacidade de lidar com as situações.
As pessoas falam que esquecem, que “deixam pra lá” …
Mas seria esse o significado real do perdão???
Se um homem que atira no filho honesto de uma mulher por uma carteira, ela terá a capacidade de perdoar esta pessoa??? Ajudaria este assassino em algum momento??? A resposta “Sim” não seria o verdadeiro significado do perdão???
Esquecer, não desejar mal e não querer prejudicar nem vingança não configuram o perdão. Pelo menos é o que eu acredito!!!
Acredito que as pessoas agem de acordo com a conveniência. São hipócritas. E não há nada mais hipócrita do que uma pessoa dizem que “perdoou”…
Afff!!!Nojinho!!!!


Deusas, flores, curandeiras e afins….

“Quero de dessa vez você vá para um jardim com muitas flores, e quero que você converse com elas, diga o que quiser, peça o que quiser e agradeça por tudo. E quero que você perceba as quão divinas e sagradas elas são, porque Deus está nelas e está dentro de você também.”
Foi o que a sua curandeira disse antes de ela dormir. Foi estranho perceber que ela começou exatamente de onde tinha parado, no mesmo lugar, na mesma floresta delicada com um pequeno lago de águas espelhadas e com árvores que até então ela não conhecia. Sentada embaixo de uma árvore que mais parecia uma cachoeira verde com suas compridas folhas que iam dos galhos até o chão ela meditou e desejou achar um jardim por ali, para a sua surpresa daquela mesma árvore chorosa brotou lindas flores amarelas e ao seu redor, lindas rosas azuis brotaram em uma quantidade absurda.
Ela ficou feliz, pois sempre quis ver rosas azuis apesar de uma pequena parte racional de sua mente lhe dizer que elas não existiam. Resolveu levantar e percebeu que vestia um delicado vestido de véu e por baixo nada mais, as flores saíram do chão e começaram a dançar a sua volta. Uma imensa alegria tomou conta de seu coração e ela teve vontade de correr e voar.
Correu como nunca e quando passou por um campo de Girassóis, as flores acompanharam o seu caminho assim como fazem com o sol.
Finalmente, ela chegou aonde queria, um enorme campo de rosas vermelhas.
Ela sentou em frente a este campo e observou. Olhou como eram perfeitas, selvagens e belas. Começou a agradecer, a dizer o quanto era grata por ter chegado até ali, por ter uma vida boa e que apesar de algumas tristezas não tinha muito do que reclamar.
O seu único desejo era ter a mesma delicadeza, o mesmo mistério e fascínio que elas exerciam, seu desejo era equilibrar a sua energia feminina, era fortalecer sua conexão com a Deusa, era por isso que ela estava lá, era por isso que ela estudava a arte oriental mais antiga que reverenciava a Deusa e o sagrado feminino, ela queria ser mulher, uma fêmea sem medo de sua condição. Em meio a esse pensamento, ela percebeu que parte do campo se transformou numa densa fumaça vermelha e dela se transformou numa mulher. Ela não sabia dizer se era a Deusa, uma fada ou uma rainha. A única coisa que ela sabia dizer era que estava diante de um Ser Sagrado e que apesar disso ela não se ajoelhou, ela apenas inclinou a cabeça em respeita àquela presença.
A mulher, era a mais perfeita harmonia da beleza, simplicidade, feminilidade, tinha um ar poderoso e terrível. E apesar disso a senhora das rosas não sorriu para a visitante, seu olhar era severo.
Ela se perguntou o porquê deste olhar, se perguntou o que tinha feito de errado e como se tivesse lido seus pensamentos a Deusa lhe disse “Está na hora se ser o que você veio pra ser! Você aceita?”
Uma pergunta simples que despertou todos os medos que estavam enterrados no seu coração e foi só quando ela os deixou ir embora, só quando ela aceitou ser o que deveria ser sem medos, foi que a Deusa se aproximou dela. Depositou uma pétala de rosa em sua boca que se dissolveu como o mel em seu paladar, e lhe sorriu.
O sorriso da grande senhora quase fez parar o seu coração e ela foi preenchida com tamanha energia que podia sentir todas as células do seu corpo vibrando. Depois de sentir toda essa energia ela percebeu que aquela Deusa, aquela mulher perfeita em sua beleza harmonia trajada num belo vestido vermelho era ela mesma. A Deusa tinha o seu rosto, a deusa era ela. Como não tinha percebido isso antes? Justas e de mãos dadas, elas correram pelos campos de Girassóis brincando, sorrindo e amando.
Quando ela acordou sua curandeira apenas lhe disse “Seus caminhos estão todos abertos!”.

Aquisições, mensagens, filmes, livros e surto total…

Essa semana eu resolvi algumas questões que me afligiam, comprei meu vestido de madrinha de casamento, comprei um aparelho BR e o BR de Avatar.
Minha amiga chorou ao ver algumas cenas do filme, aliás… Depois dos 45 min de filme ela chorou o tempo todo!
Eu sou um pouco mais dura nesse sentido, mas eu entendi exatamente o motivo que ela chorou. Este filme não é só um vencedor de 11 Oscar’s, não é só um espetáculo de som e imagem e imaginação fértil.Não é só um dos melhores filmes dos últimos tempos.
Ele tem uma mensagem. Uma mensagem que poucas pessoas conseguiram captar. E que não vou falar… se você tiver curioso, tome vergonha na cara e assista o filme e tire suas conclusões…Pergunto-me se James Cameron sabe sobre o que ele escreveu…
Pois bem…estou feliz em ter essas novas aquisições… Além de ganhar algumas coisas muito valiosas como um curso de Reiki e novos aprendizados.
A dança do ventre está me fazendo muito bem mesmo! Se eu soubesse teria dado um jeito de fazer antes! Nos mostra um lado nosso que não enxergamos antes, e aprendemos que mudança, disciplina e força de vontade são primordiais. Descobri novas cantoras que amei demais! E descobri também que preciso emagrecer urgente!!! \O/ (desesperada mode:ON) Tenho uma apresentação este mês!!!
Esta noite eu sonhei com meu tio que faleceu neste ano e que eu não via a uns 12, ele não falou comigo, o vi em frente a sua antiga casa enquanto estávamos visitando uma avó do meu irmão que não existia na verdade e que não gostou de nossa visita, eu o vi, o cumprimentei e ele continuou me olhando com uma cara de surpresa (ou seria perplexidade em descobri que existe um outro lado??? [ele era ateu]) , perguntei se ele não podia me cumprimentar já que eu era a única que podia vê-lo…ele respondeu que sim com a cabeça e depois ele me ajudou a escolher o esmalte ideal para usar com meu novo vestido de festa azul. Em momento algum ele disse uma palavra… mas eu disse tudo o que queria, senti tudo o que puder com toda a intensidade e chorei as lágrimas mais profundas que pude. O esmalte foi escolhido. Acordei em prantos e com uma fina dor que me acompanha até agora…
AH!! Comprei mais couro! Agora sim vou conseguir fazer meu livros das sombras descentemente! Onde já se viu uma bruxa que não tem um livro das sombras???

PS: Como podem ver…Eu estou surtada… falando tudo e misturando tudo que nem uma metralhadora dentro de uma batedeira… Depois de reler fiquei com preguiça de reescrever ah… e sonhei que o Felipe Neto também tinha morrido!!! Eu hein!!! O.õ