Mês: janeiro 2011

Beleza padronizada…


A minha brilhante amiga(e agora colega de dança! heheheh) Aline em seu blog disse algumas coisas muito interessantes.
[p.s. adoro seu esforço de não dizer mais palavrões]
Beleza…
O que é beleza?
Concordo com o que ela diz e tenho algumas cositas a acrecentar.. Acredito que em muitas situações da vida e de nossa sociedade, a beleza abre as portas, dá oportunidade de conseguir coisas que uma pessoa comum, ou até feias, não conseguiriam.
Acho também que pessoas apenas bonitas são um saco! Imagina o cara mais lindo da Terra… a mina “móór mais” gostosa do universo…Bom de olhar né? Bom de pegar né? Bom de fazer sexo né? Mas e aí??? E depois?
Poxa. Tão bom ter uma pessoa legal para conversar, um papo legal sem ser idiota e egocêntrico. Não que todos os lindo e perfeitos(?) sejam assim… mas digo que a maioria é. Portanto, também prefiro uma pessoa com papo legal, inteligente, com conteúdo, etc etc.
Também não vamos ovacionar a hipocrisia e dizer que não é legal ser bonito. Dizer que numa balada, festa ou até mesmo andando sorrateiramente na rua não olhamos o que achamos bonitos…
Mas aí entra o pequeno grande detalhe… o nosso padrão…
Cada pessoa tem um padrão de beleza que lhe atrai…portanto…não existe uma fórmula mágica pra dizer extamente que essa ou aquela pessoa é bonita… cada um tem o seu padrão….o meu por exemplo é homem grandão e gordinho… de um amigo é de mulher bem baixinha… de outra amiga são homens magrelos…
Então não dá pra padronizar!
Pensem nisso!!!


Anúncios

Conto de fadas às avessas…

Ainda falando sobre coisas inesquecíveis, sensações maravilhosas e momentos únicos eu gostaria de falar sobre sentimentos fortes.
Alguém aqui já sentiu algo tão forte e tão sublime de uma forma que não se pode explicar?
Momentos tão mágicos que não dá pra explicar se foi de verdade ou coisa da nossa cabeça?
Alguém aqui já viveu um romance onde o sorriso, o pôr do sol, a natureza, a conversa, a integração e o carinho eram só o que importava?
Onde não há sexo, mas há uma energia tão forte, como se aquela sinergia fosse assim desde sempre. O toque, o sorriso, o abraço… o cheiro….o beijo…ah o beijo!!!…Tudo aquilo era perfeito como se realmente fosse sempre assim?
Alguém aqui, quando perdeu tudo isso se sentiu triste e sozinha, mas não perdeu aquela ternura?
Alguém aqui já sentiu uma resignação estranha, sem raiva, sem recalque, sem inveja, sem ódio, sem rancor? Simplesmente uma dor fina e uma certeza de que aquela realmente não era a hora, mas que “como sempre acontecia” um dia iríamos nos encontrar novamente?
Alguém aqui já teve a certeza de ter encontrado alguém muito especial mas não ficou chateado por não ter ficado com ela “porque temos muito tempo ainda”? E sentiu uma gratidão tãão grande por ter encontrado e vivido aquilo tudo e ter aprendido e crescido e sonhado?
Pois é!!!! Deve ser bom né?

Feliz aniversário! Com três dias de atraso … mas o que importa é que eu ainda não esqueci, e acredito que nunca vou esquecer .


Sentimentos e sensações….


Eu fico boba quando percebo que algumas coisas da nossa vida são tão intensas, tão marcantes sentimentos e sensações que chegam a ser tão palpáveis que talvez nunca sejam esquecidas…
Falo de pessoas, de amores, de sensações, de olhares únicos, de gestos…
Uma sensação que nunca esquecerei foi quando um dia eu estava voltado do trabalho e prestava atenção à nada (eu sempre entro em um nível de autismo perigoso quando estou em veículos…) quando o ônibus fez a curva do Obelisco do Ibirapuera houve uma combinação mágica de silfos, cores, crepúsculo, O Crescente e a Lua e certa dose de loucura que me senti voando e rodopiando até chegar ao céu e tocar Júpiter… Aí assim que o bus fez a curva e abri os olhos, o cobrador tava olhando pra mim com cara de cúmplice… até parecia que ele sabia o que estava acontecendo…
Sei que parece coisa de drogado… mas eu juro! Nunca usei dorgas!!! Rsrsrsrrss
A minhas sensibilidade, além dos sentimentos, envolvem sensações também… o que pode ser muito perigoso uma vez que posso me envolver facilmente com vários tipos de energias… Mas também é gratificante…
Eu sempre recomendo às pessoas se permitirem sentir… Sentir no real … não superficial!!!
È muito bom!!!!!

 

Uma imagem… um olhar… lágrimas

Ontem eu chorei.
Chorei muito. Que nem uma pateta na perua. Estava eu indo lindamente para o meu trabalho, e magicamente consegui ir sentada na perua (aquele devia ser um dia atípico mesmo!) distraída como sempre olhando para o nada a perua me pára num ponto e como sempre enche, pessoas se estapeando e se empurrando pra ver quem entra primeiro.
Depois de muito empurra-empurra as portas se fecham e a perua começa a andar.
Acho que não foram nem 5 segundos, mas esse tempo serviu pra gravar na minha mente e no meu coração uma das cenas mais tristes que já vi. Um cachorrinho atropelado.
Posso até ser criticada por isso e alguns dizerem que tem dó de gente, e que existem coisas mais tristes por aí e blá blá blá…
Mas eu olhei pra ele estava deitado no chão, tremendo, com dificuldade pra respirar e com uma das patinhas sangrando. Ele olhava pra cima, pedindo ajuda… pedindo socorro,,, e ninguém olhou pra ele… ninguém ajudou…
As pessoas simplesmente não estavam nem aí…
Os olhos dele… ficaram mesmo gravados na minha mente…
Mas sabe porque eu chorei mais de soluçar¿ Pelo descaso das pessoas. Pela falta de amor. Eu estava atrasada para o trabalho, a perua estava já saindo… eu não podia fazer muita coisa… Mas do mesmo jeito que aconteceu com um cachorrinho, acontece com pessoas… e por isso que estamos na merda… por que não nos importamos…

 


Apenas uma canção….

Aney Criança Não Nascida

Essa não é a nova conversação
Muitas pessoas se sentem assim
A história se repete, por ela mesma, de novo
Neste mundo cruel, a matança
Pessoas “despedaçadas” por todo lado
É uma vergonha, mas parece que isso nunca terminará

Aney, Aney, você, minha criança não nascida
Desculpe, desculpe, eu não posso cantar uma bela canção de ninar

Um novo dia de realizações
Futuras mães imploram:
‘Deixe meu corpo ser um portal para a paz’
Preenchendo a dor, porque não há quem diga
O que será dos próximos anos
Perdida em dúvida e hesitação, por favor, desculpe-me

Aney, Aney, você, minha criança não nascida
Desculpe, desculpe, eu não posso cantar uma bela canção de ninar

Eu nunca te conheci, mas a senti em um sonho
Corações sussurrando em silêncio, você estava lá
Não, eu não poderia lhe assegurar que “tudo ficará bem”
Por hora, eu caminho nesse mundo de sombras sozinha… Tão sozinha

Governadores, oh, eles prometem.
Eu posso ver suas mentiras.
Agora o preço é caro demais para pagar.
Ódio, pobreza, e escuridão
Quem nos trará luz?
Não podemos parar a dor e simplesmente começar a viver a vida?

Vocês, generais sem coração
Façam suas guerras. Vocês não têm um Deus?
Verdade, una todas as mães do mundo
Por amor, paz e liberdade temos que achar um caminho melhor
Esperança, dê isso de volta para minha criança não nascida… Cada criança.

Aney, Aney…
Quero cantar uma cancão de ninar
Aney, Aney…

Pesado né???? Apenas uma verdade!!!

 

Futilidades….

Esses dias tenho percebido… O ano começou um pouco morno, exigindo de mim um pouco mais de atitude para que as coisas aconteçam.
Confesso que estou numa fase fútil, como não aconteceram grandes coisas nem situações bizarras na minha vida, eu estou com mais tempo pra pensar em coisas bestas e sem muita filosofice.
Tenho um lado mexicano de ver as coisas, tudo em mim e em meu mundo é muito intenso! Os sentimentos, as sensações, as dores… e até o marasmo… Estou começando a ficar entediada e a entrar em pânico.
Eu não tenho medo de morrer (mintira!)…até tenho… mas meu maior medo é o de não viver… é deixar coisas importantes pra trás… é não viver uma coisa linda que poderia ter sido vivida e não aconteceu por puro medo ou preguiça. É deixar pra trás uma palavra, ou um sentimento, um olhar ou um sorriso… uma pessoa, um amigo…
Aquele acidente que vi em plena véspera de feriado realmente mexeu comigo…
Mas por enquanto…enquanto as coisas estão mornas… eu vou pensando em coisas fúteis e idiotas!!!!:D
Minha vontade agora é comprar um esmalte Holográfico!!!Onde é que é o PÔBREMA!!!! Hehehehehehee
Eu sou muito idiota!!!!! 😛


Só dá valor quando perde….

Muito bem…
Essa frase serve pra várias coisas da vida… desde um emprego que se vivia reclamando, àquela amiga chata que só reclama e te ferra.
Essa frase se encaixa principalmente nos relacionamentos amorosos… Muitas tem na sua frente uma pessoa que se soubesse aproveitar, teria a maior felicidade do mundo e seria um romance do século. Mas nããão, o Ser Humano é muito idiota e tem aquela necessidade idiota de controlar, de querer dominar e enquanto está com a “coisa” na mão, enquanto a bagaça tá ali na estante a pessoa não se preocupa nem dá valor… Mas depois que perde fica correndo atrás se lamentando sobre o que poderia ter sido…
…mas nem é disso que quero falar!!!
Tô falando de coisas mais importantes…
Tô falando do meu cabelo!!!! ¬¬’
Fiz uma maldita progressiva que não deu certo!! Aí meu cabelo não tá nem lá nem cá! Meus poderosos cachos foram definitivamente extintos, mortos, arrancados de meu ser…mas a porra todo também não está lisa!!! Que óóóódeo!!!!!!
Depois que perdi meus cachinhos eu percebi o quanto gosto deles!!! Fiquei com raiva… cortei o cabelo…. de novo…
Agora só no meu aníver que a coisa vai voltar… nossa!!!!
Nunca mais eu faço progressiva…pelo menos não com minha ex-atual cabeleleira!!!! òó
Poxa!!! Quem me conhece sabe o quanto eu gosto do meu cabelo!!!!
Agora estou sem identidade!!!!
Sniiiiiiiiiiiiiiiiiifffff!!!!!!!!!!!!!!!!

 

 


Promessas vazias, panelas e atitude…

Esses dias eu estava lendo um Blog de uma amiga minha que adoro muito ler! Ela fala sobre promessas, vontade de mudar e outras coisas mais.
Depois das festas regadas a Salmão, vinho Horrorosoooo que eu achava que era Champanhe Rosé (¬¬’) e lentilha parei e pensei se quero ou não fazer promessas… O pior é que nunca dá certo, quando tento me forçar a alguma coisa eu mesma me boicoto.
Algumas pessoas dizem que é importante ter metas e objetivos bem traçados para que sua vida faça sentido e tenha certa direção. Não sei se eu concordo muito com isso.
Por outro lado, “viver que nem bosta n’água” como diz minha mãe também não é legal!
Então resolvi o seguinte, definitivamente não vou fazer promessas, não vou me forçar a coisas que eu sei que não vou conseguir cumprir mas resolvi que posso colocar alguns objetivos legais na minha vida e que não vão durar só esse ano. Acredito que vai ser um aprendizado longo, moroso e quem sabe até complicado mas eu sou corajosa… eu vou ser perseverante nessas coisas…
1º-Vou me dar mais prazer… definitivamente eu preciso disso! Só trabalhar e estudar não está me fazendo totalmente feliz então vou fazer coisinhas que gosto e que sempre tive vontade de fazer e nunca tive coragem ou boa vontade pra fazer… A 1ª coisa é entrar na Dança do Ventre e depois continuar em aulas de dança que depois eu decido o quê… Mas a dança do Ventre é fato na minha vida!
2º- Diminuir meu vício…Hoje me senti uma drogada atrás de um tóxico mais próximo… Acabou meu cigarro e hoje percorri o bairro entrando em botecos mais trahs’s imagináveis querendo saber se tinha… acabei indo em outro bairro numa padaria que estava aberta e me senti muito aliviada por ter… Não gostei disso!!! 😥
3º REeduação Alimentar…. Ahhhhhh!!!! De todos o mais foda será esse… Eu sou gulosa… Adoro comer… mas meu corpo está me incomodando… Decidi que vou maneirar nos absurdos que eu faço. Não estou pensando em regime radical porque já fiz isso e não adiantou… volta tudo… então eu vou tentar(pelo menos!!!!) mudar minha cabeça de gordo e melhorar porque aí sim também devo pensar no futuro…mais tarde estarei cheia de doenças se não me cuidar agora…
Então é isso! É o tal do novo ciclo.. do recomeço etc… etc…
Vamos ver se vai dar certo!
Ah! E continuar a crescer sempre!!! Essa é a ordem sempre!!!