Mês: dezembro 2010

Saldo da porra toda….

Acredito que esse ano foi um dos mais estranhos que já vivi. vivi momentos de nostalgia, de espera, de conquistas, de perdas.
Minha vida financeira explodiu, arrumei um emprego muito legal, terminei a faculdade nesse meio tempo descobri quem são meus verdadeiros amigos.
A vida continua. Que venha o novo ciclo!!!
Acredito que tudo vai continuar dando certo!!!!Acredito que eu vou continuar a caminhar de forma correta, com paz, aprendendo e tendo sucesso nos meus objetivos. Aprendi a acreditar que sou uma pessoas abençoada e tenho tudo pra dar certo.
Feliz ano-novo a todos!! 😀

 


Anúncios

Fim de ano…

Esses dias eu estava pensando no porque dessa comemoração… A princípio eu achei um tanto quanto inútil mas depois pensei mais sobre e percebi que é uma grande necessidade.

Mesmo que possa parecer idiota e uma época para os mais espertinhos aproveitar a gana consumista das pessoas, mesmo que as pessoas façam falsas promessas de mudanças e peçam perdão aos seus desafetos, mesmo assim percebi que é uma situação necessária.

Explico por que. Todos temos a necessidade de começo meio e fim, é a coisa natural da vida. Quando começamos um ano, mesmo que isso seja na nossa cabeça, temos a sensação de que temos uma recomeço, temos a sensação de uma nova chance.  E isso é muito legal, pois assim podemos continuar sempre caminhando para os nossos objetivos sem aquela sensação de nunca chegar em lugar nenhum, e muitas vezes não chegamos mesmo! Mas aí é que está a graça! Com o começo do ano temos “a nova chance”!

Não sei até que ponto isso é legal, mas acho que ajuda um pouquinho.

Mas de verdade, acho que o que vale mesmo é ter amigos, ter saúde e boa vontade pra enfrentar as coisas da vida sem medo de ser feliz.

Eu estou tentando. Seguindo sempre em frente, aprendendo a viver da melhor forma possível.

Espero que no ano que vem seja bem que esse!!!  😀

Relembrando

Já que você anda fuçando no meu Blog… Vou colocar um texto postado a um tempo atrás que era justamente pra você…

uma pena que você fez questão de me ignorar…

Leia….  é interessante!

“Mais uma história”

Hoje eu reli quase tudo sobre você…

Nossa! Como somos iguais!!!!

Dois idiotas.

Pessoas que sofreram diversas decepções e hoje se fecham com
medo.

Eu digo que você foi especial, e apesar de te achar idiota e
chato e idiota e medroso e muito chato por ser tão distante, ainda não te
esqueci…

Depois de nos afastarmos de ler aquele recado em que uma
pessoa dizia que
“Eu TAMBÉM estou feliz
por ter você na minha vida”
e que “Nada
acontece por acaso, Deus cruzou nossos caminhos e eu vou te fazer o homem mais
feliz do mundo”
descobri que não quero mais ser sua amiga, descobri que desde
o começo queria ser sua mulher.

Não estou falando de uma porra de metal em volta do dedo e
nem documentos com testemunhas assinado.

Tinha o desejo de ser aquela com quem você pudesse contar,
que ia brigar com você quando vc fizesse merda, aquela que iria enfiar a mão na
cara de qualquer um pra te defender, pra rir com você. Compartilhar tudo com
você. Meus desejos, meus medos, minhas alegrias, minhas TPM´s, meu corpo, meus
beijos, meu sexo…

Mas eu fico pensando (e se estou certa eu não sei) que tudo
tem um tempo.

Se depois de tudo o que aconteceu, de tudo o que
compartilhamos, de tudo o que brigamos, se ainda assim depois de anos você não
meu viu como mulher, pra quê ser sua amiga? Pra morrer de raiva e inveja e ciúmes
e tristeza se perguntando “
Por ela e não
eu???
” quando você aparecesse com outra?

Eu não sei…

Só sei que essa é mais uma história marcante na minha vida,
que daqui a alguns anos ainda vai me cutucar… eu vou lembrar e ter aquela
pontada (mesmo que pequena depois de alguns anos) dizendo,
poderia ter sido diferente…

Eu faço minhas as suas palavras…

“Dizem que são situações na vida que vão ficar pra sempre na memória e no
coração.

Mas valeu a lembrança que ficou…

Quem sabe numa próxima vida né???


Natal…Lições de vida… e amor…

Hoje eu fui trabalhar, na ida vi um acidente terrível em que o carro estava partido ao meio, no meio da Giovanni e um monte de gente em volta olhando a cena horrível, com metros e metros de serragem cobrindo o asfalto pra esconder o sangue. Soube pelo jornal que três pessoas morreram e duas estão no hospital.

Fiquei mau na trabalho, fiquei pensando na família. E depois fiquei pensando em mim mesma.

E se fosse eu naquele carro? O que eu teria deixado pra trás?

Pensei, meditei… achei algumas coisas legais, outras não.

Depois disso, fui à casa da minha amiga levar um presente, ganhei uns também, um conjunto de hashis liiiindo, um marcador de livros de Origami e um porta moeda também de origami. Roooxoooo…liiindos!!!! Ri, converdei, tomei cerveja e troquei felicitações. (Valeu Celinha!!!! Te adoro!!!!)

Depois na volta, passei por uma praça em que a grama está bem alta e pra minha surpresa estava florecida de borboletas… várias cores e tamanhos… lindas!

Fui ao cabeleleiro arruma a minha juba e lá vi vários tipos de mulheres, umas fúteis, outras engraçadas, algumas senhoras doces e fofas e uma carrancuda. Curti meu momento, as conversas, as fofocas e risadas…

Voltei melhor pra casa.

Isso é viver! São os momentos que devem ser vividos sem medos, deixando pra trás o que passou. Vivendo cada segundo com intensidade, alegria e amor!

O que mais é necessário???

 

Eu amo viver!!!

Medo, dor e paixão…

Fiquei doente de novo por causa das minhas emoções! Que coisa ridícula!!!

Muitas pessoas dizem que gostariam de ter minha sensibilidade (!) e sentir como eu sinto de forma intensa e completa.

Mas isso nem sempre é vantagem.

Ontem eu sofri um pequeno grande choque. Uma sujeira que estava debaixo do tapete reapareceu, com seu sorriso frio e sarcástico apareceu bem na minha frente e me mostrou o quanto a vida pode ser sarcástica e cruel com pessoas que não tomam as rédeas de sua própria vida e fogem das coisas que deveriam ser resolvidas imediatamente.

Entãããão… depois de sofrer e chorar e viver o dia de luto eu enterrei tudo o que tinha pra enterrar e achei que tudo estava resolvido e que a ferida estava fechada e que ela jamais iria sangrar… pois é… sangrou …  e aí eu amanheci doente hoje…  Patética!!!!!!

 

 

Músicaaaa!!!!!!

Agora a pouco percebi o quanto a música é poderosa e o quanto influencia a minha vida.

Me completa, me invade, me felicita, me agrada e acaricia…

Como gosto de música!

Poucas coisas no mundo são tão perfeitas e magníficas  quanto a música!

Porque digo isso? Digo porque percebo que quando vejo alguém que toca com o coração, que coloca todo o seu amor e seu espírito numa canção, essa dedicação, essa vibração se expande e invade os ouvintes.

Agora a pouco estavam dois rapazes sentados na porta do maledeto boteco em frente a minha rua tocando violão e cantando. Ruins pra caralho mas as notas que saiam daqueles violões tinham vida, era uma coisa tátil, eles cantavam uma música sertaneja, coisa que eu não gosto, (sim, sim….tenho preferências!!!) mas eles tocavam e cantavam com tanto entusiasmo que me deixei envolver por aquelas notas musicais e permiti que elas me tocassem… sentir a música… recomendo à todos!!!

São momentos como esse que dão sentido à vida!!!!!

 

Jogos, Mentiras e Afins…

Ontem eu passei o sábado na casa da minha amiga e estávamos falando sobre perdão, desprendimento e aceitação.

Ela é uma pessoa fantástica que admiro muito por ser o que ela é, pela sua história de vida carregada e triste, mas que nunca feriu sue modo de pensar, nunca manchou seu caráter e seu coração.

O caso é que muitas vezes deixamos coisas pequenas, pessoas pequenas nos atingirem de uma maneira tão besta que não prestamos atenção no quanto estamos sendo idiotas.

Já vi mulheres maravilhosas definhar, envelhecer, engordar e adoecer por causa de uma decepção. Por causa de um amor não correspondido, por causa de uma perspectiva não realizada, etc,etc etc…

O fato é que, apesar do advento do feminismo, dos “direitos iguais” entre homens e mulheres, ainda sim somos diferentes, somos mais sensíveis, esperamos demais das pessoas e cometemos a grande burrice de esperar algo em troca e até mesmo o absurdo de colocar nossa felicidade e toda a nossa vida na mão de outra pessoa.

Amor…

Uma palavra tão pequena e tão poderosa!

 

O que acontece é que todos buscam o real sentido dessa palavra, todos sem exceção, querem sentir o que é isso e como se faz pra sentir isso.

Só não sabemos como… Seguimos caminhos escuros, atalhos estranhos, atitudes escusas, mas no final sempre queremos sentir o tão falado amor.

É uma pena que não nascemos sabendo de como “essa coisa” acontece né????

Uma coisa tão necessária, e tão difícil!!!!