Mês: abril 2008

Aprendizado

 
Nesses dias tenho apredido muito com uma grande amiga.
Ela é uma pessoa comum, muito linda, doce, tem problemas como qualquer um, mas tem uma sabedoria incomum. Com seu jeito delicado me dá vários puxões de orelha e me ensina que certas coisas podemos melhorar… não são como pensamos e que devemos sempre buscar o melhor da melhor forma.(isso eu já sabia mas de vez em quando eu me esqueço!)
Tenho um problema sério, ao mesmo que mando todo o mundo se foder e quero mais é que todo mundo se lasque, em alguns momentos se tratando de quem eu amo muito, eu absorvo os problemas como se fossem meus.
Me preocupo demais com tais situações como se fossem meus problemas e as vezes esqueço de mim.
Um dia ela me disse o seguinte, "Van, existe uma diferença muito grande entre estender o braço pra tirar a pessoa do fundo do poço e se jogar dentro do poço junto com a pessoa, como vocês dois irão sair?" .
Isso foi uma grande verdade que estava estampada na minha cara e ainda não tinha visto.
 
Também vivo uma fase terrível em que a razão e o desejo estão se estapenado na minha cabeça um gritando uma coisa e o outro gritando outra… estou ficando louca…
Mas como não ficar?
Sabe aquela fase de criança em a mãe fala "Filha! não põe a mão na panela quente que você vai se queimar!", aí a menina entorpecida pelo curiosidade vai e enfia a mão na panela e se queima.
Não sei…acho que vou me queimar feio!
Pior é saber que você vai se queimar e mesmo assim continua …saber que vai sair queimada e continuar é burrice, é o que a razão diz! Mas quase não estou resistindo. O desejo grita de um lado, a razão berra de outro, e é uma confusão sem tamanho na minha cabeça e não sei o que fazer.
A quem devo seguir? Isso é uma resposta óbvia, a razão!
Mas como não resistir aos nossos desejos?? Como não viver intensamente cada momento, cada desejo, cada suspiro?
Porque viver somente pela razão, fria, calculista, sem emoção, gosto ou cor, quando se pode viver também de aventuras, emoções e porque não, lágrimas?
 
Tenho quase certesa de que vou me queimar na panela. Mas o bom é que já sei disso e no final estarei preparada e queimadura não será tão grave assim.
 
 
 
 

Homens com barriga… Gostei!!!!! Concordoooooooooo!!!!

Ps.  Quero um desses pra mimmmm!!!!

HOMENS COM BARRIGA!
CARLA MOURA, (PSICÓLOGA)

 

Meninas de todo o Brasil, tenho um conselho valioso para dar aqui: Se você acabou de conhecer um rapaz, ficou com ele algumas vezes e já está começando a imaginar o dia do seu casamento e o nome dos  seus filhos,pare agora e me escute!
 
Na próxima vez que encontrá-lo, tente (disfarçadamente) descobrir como é sua barriga. Se for musculosa, torneada, estilo ‘tanquinho’, fuja! Comece a correr agora e só pare quando estiver a uma distância segura. É fria, vai por mim.
 
Homem bom de verdade precisa, obrigatoriamente, ostentar uma barriguinha de chopp. Se não, não presta. Veja bem, não estou  falando daqueles gordos suados, que sentam horas na frente da televisão com um balde de frango frito, e que, quando se abaixam, mostram um cofre peludo. Não!  Estou me referindo àqueles que, por não colocarem  a beleza física acima de tudo (como fazem os malditos metrossexuais) ,  acabaram cultivando uma pancinha adorável. Esses, sim, são pra manter por perto.
 
 E eu digo por quê. Você nunca verá um homem barrigudinho tirando a camisa dentro de uma boate e dançando como um idiota, em cima do balcão. Se fizer isso, é pra fazer graça pra turma – e provavelmente será engraçado, mesmo. Já os ‘tanquinhos’ farão isso esperando que todas  as mulheres do recinto caiam de amores – e eu tenho dó das que caem.
 
 Quando sentam em um boteco, numa tarde de calor, adivinha o que os pançudos pedem pra beber? Cerveja! Ou Coca-cola, tudo bem também. Mas você nunca os verá pedindo suco ou coca-light. Ou, pior ainda,  um copo com gelo, pra beber a mistura patética de vodka com ‘clight’ que trouxe de casa. E você não será informada sobre quantas calorias tem no seu copo de cerveja, porque eles não sabem e nem se importam com essa informação.
 
 E no quesito comida, os homens com barriguinha também não deixam a desejar. Você nunca irá ouvir um ‘ah, amor, ‘Quarteirão’ é gostoso, mas você podia provar uma ‘McSalad’ com água de coco’. Nunca! Esses homens entendem que, se eles não estão em forma perfeita o tempo todo, você também não precisa estar. Mais uma vez, repito: não é pra chegar ao exagero total e mamar leite condensado na lata todo dia! Mas uma gordurinha aqui e ali não matará seu relacionamento.
 
 Se ele souber cozinhar, então, bingo! Encontrou a sorte grande, amiga. Ele vai fazer pra você todas as delícias que sabe, e nunca torcerá o nariz  quando você repetir o prato. Pelo contrário, ficará feliz.
 
 Outra coisa fundamental: homens barrigudinhos são confortáveis! Experimente pegar a tábua de passar roupas e deitar em cima dela. Pois essa é a sensação de se deitar no peito de um musculoso besta.  Terrível!!!

 Gostoso mesmo é se encaixar no ombro de um fofinho, isso que é conforto. E na hora de dormir de conchinha, então? Parece que  a barriga se encaixa perfeitamente na nossa lombar, e fica sensacional.
  
 Homens com barriga não são metidos, nem prepotentes, nem donos do mundo. Eles sabem conquistar as mulheres por maneiras que excedem a barreira do físico. E eles aprenderam a conversar, a ser bem humorados, a usar o olhar e o sorriso pra conquistar.
 
 É por isso que eu digo que homens com barriguinha sabem fazer uma mulher feliz!