Mês: março 2008

O amor tem dessas coisas…

Alguém sabe me dizer o que é o amor?
Como se sente o amor? Quais as características? São palavras?
Dizer "Eu te Amo" Serve?
 
Ou são as atitudes?
E se mesmo assim as atitudes de uma pessoa, as palavras dela, tudo indica que o amor está ali, do nada você descobre que tudo era ilusão?
As pessoas mudam de opiniões rapidamente, são volúveis, gostam e desgostam com uma facilidade incrível. Por isso aprendi que não se deve acreditar com tanta facilidade nas pessoas. Nem nas suas palavras nem nas suas atitudes, aprendi a confiar sempre nos meus instintos, mesmo quando ele sussurra coisas absurdas no meu ouvido, quando ele diz que não tá certo quando tudo parece muito bonito, pára e espera… Ouve…observa…porque aí você vai descobrir que nem tudo o que parece, é…
 
Palavras, o vento leva…
 
Atitudes, por trás delas podem estar escondidas interesses sórdidos…
Anúncios

Piada

DEPOIMENTO DO MINEIRO ATROPELADO
Seu Zé, mineirinho, pensou melhor e decidiu que os ferimentos que
sofreu num acidente de trânsito há semanas atrás eram sérios o
suficiente para levar o dono do outro carro ao tribunal.

No tribunal, o advogado do réu começou a inquirir seu Zé:
– O Senhor não disse na hora do acidente "Estou muito bem"?

E seu Zé responde:

– Bem, vou lhe conta o que aconteceu.

– Eu tinha acabado di colocá minha mula favorita na caminhonete…
– Eu não pedi detalhes! – interrompeu o advogado
– Só responda à pergunta:
– O Senhor não disse na cena do acidente: "Estou muito bem"?
– Bem, eu coloquei a mula na caminhonete e tava deceno a rodovia…
O advogado interrompe novamente e diz:
– Meritíssimo, estou tentando estabelecer os fatos aqui.
– Na cena do acidente este homem disse ao patrulheiro rodoviário que estava
bem.

– Agora, várias semanas após o acidente ele está tentando processar
meu cliente, e isso é uma fraude.
– Por favor, poderia dizer a ele que simplesmente responda à pergunta?

Mas, a essa altura, o Juiz estava muito interessado na resposta de seu
Zé e disse ao advogado:

– Eu gostaria de ouvir o que ele tem a dizer.

Seu Zé agradeceu ao Juiz e prosseguiu:
– Como eu tava dizeno, coloquei a mula na caminhonete e tava desceno a
rodovia quando uma picapi atravesso o sinar vermeio e bateu na minha
caminhonete bem na laterar.
Eu fui jogado fora do carro prum lado da rodovia e a mula foi jogado
protro ado. Eu tava muito firido e num podia mi move.

De quarqué forma, eu pudia orvi a mula zurrano e grunhino e, pelo
baruio, eu pude percebe que o estado dela era muito ruim.
– Logo dipois do acidente, o patruiero rodoviário chego no locar.
– Ele orviu a mula gritano e zurrano e foi até onde ela tava.

Depois de da uma oiada nela, ele pego a arma e atiro bem nos óio do
animar.
– Então, o policiar atravesso a estrada com sua arma na mão, oio pra
mim e disse:

– "Sua mula estava muito mal e eu tive que atirar nela. Como o senhor
está se sentindo?"

– O que o Sr. falaria, meritisso???